31 de jul de 2012

Celebração ao Centenário de Jorge Amado no TAM


À MARGEM CIA DE TEATRO 
APRESENTA:
CAPITÃES DA AREIA
INSPIRADO NO ROMANCE DE JORGE AMADO
ADAPTAÇÃO E DIREÇÃO DE LUCIANO LUZ

Á Margem Cia de Teatro foi criada com o intuito de levar aos palcos obras enriquecedoras e edificantes, coisa que aconteceu com cada um dos espetáculos anteriores do grupo: O Ateneu, Dom Quixote, Dois Cabras Num Cordel Só e Reticências: Esperando Godot. Dessa vez a Cia pretende invadir a praia de Jorge Amado com a montagem do grande clássico da literatura brasileira o romance: Capitães da Areia. A proposta do espetáculo é tratar com o máximo de fidelidade a obra e os mais diversos assuntos, temas políticos e sociais encontrados no livro de Jorge Amado. 
A preocupação com os males do mundo, injustiça social, crianças abandonadas e marginalizadas, o descaso, o abuso de poder, tradições,sincretismo religioso, a ganância, soberba e a falta de sensibilidade dos homens, assim como também por outro lado podemos observartambém a apreciação das coisas simples da vida, a poesia no gesto de um garoto de rua que muitas vezes deixamos de notar, tudo está escancarado na peça como um espelho. São os Capitães da Areia que passam de uma geração para outra, de uma cultura para outra, representando todos os capitães do Brasil e do mundo...

Todos nós representamos, vivemos personagens diferentes, improvisamos diante do novo ou do desconhecido, imitamos a arte que, por sua vez, tenta imitar a vida. Assim, a montagem do espetáculo se justifica por si mesma, é o desafio de colocar a vida em cena, rir, chorar, se emocionar com o acontecer dos pequenos milagres diários que dão forma ao nosso viver.

A peça é uma mistura de sentimentos, emoções e pensamentos, permitindo um rico trabalho de ator na tentativa de ilustrar a poesia encontrada nos Capitães da Areia, um dos maiores clássicos da nossa literatura.

 Essa montagem representa para nós um desafio. A possibilidade de buscar o novo e crescer na difícil arte de representar a vida, de mostrar a realidade atemporal das crianças de rua no nosso país, de mostrar risos e lágrimas, angústias e alegrias, fé e convicção de que é possível enxergar num menino de rua um homem a ser descoberto.

Que a mensagem da peça possa despertar e gerar percepções que produzam mudanças através da arte.

SERVIÇO:
O QUÊ? ESPETÁCULO CAPITÃES DA AREIA
QUANDO? DIA 07 DE agosto ÁS 13:00, 15:00 e 19:30
ONDE? TEATRO ALBERTO MARANHÃO
INGRESSOS: NO LOCAL:  INTEIRA 30,00 / MEIA: 15,00