7 de mai de 2012

Viajando com a sogra


O guarda rodoviário manda o sujeito parar o carro:
- Seus documentos, por favor. O senhor estava a 130 km/h e a velocidade máxima nesta estrada é 100.
- Não, seu guarda, eu estava a 100, com certeza.
 Mas a sogra, no banco de trás, corrige:
- Ah, JOÃO ANDRÉ, que é isso! Você estava a 130 ou mais!

O sujeito olha para a sogra com o rosto fervendo.
- E sua lanterna direita não está funcionando...
- Minha lanterna? Nem sabia disso. Deve ter pifado aqui na estrada.
A sogra insiste:
- Ah, JOÃO ANDRÉ, que mentira! Você vem falando há semanas que precisa consertar a lanterna!

O sujeito está fulo e faz sinal à sogra para ficar quieta.
- E o senhor está sem o cinto de segurança.
- Mas, seu guarda, eu estava com ele. Eu só tirei para pegar os documentos!
- Ah, JOÃO ANDRÉ, deixa disso! Você nunca usa o cinto!

O sujeito não se contém e grita para a sogra:
- CALA A BOCA !!!

O guarda se inclina e pergunta à senhora: 
- Ele sempre grita assim com a senhora?

- Não, seu guarda; só quando bebe...