11 de set de 2013

e por falar em caminhos...





Chegança

14/08/13

Como é bom te ver chegar
depois de fugas incansáveis
depois de esquivas milimétricas
depois de tanto recusar

Como é bom te ver chegar
nos lugares mais diversos
nos momentos mais distintos
depois de tanto abdicar

Como é bom te ver chegar
sempre em minha direção
reivindicando nós dois
depois de tanta negação

Como é bom te ver chegar
como um rio sedento
que não se contém entre margens
inundando terra e mar

Como é bom te ver chegar
assim, permanentemente
a querer urgentemente
o nosso amor conjugar

Como é bom te ver chegar
despida de covardia
eu acho que mais-valia
você nunca mais partir


Bruno Costa