24 de nov de 2011

MARINA LIMA DIA 25 DE NOVEMBRO NO TEATRO RIACHUELO



  
CLIMAX é o primeiro álbum de inéditas após cinco anos, a turnê chega à Natal no dia 25 de novembro às 21h no Teatro Riachuelo

Clímax significa ponto culminante. O nome do álbum traduz o que Marina Lima vive atualmente em sua carreira. “Meu nome inteiro é Marina Correia Lima. Mas eu assino ‘C Lima’. Então, ‘clima’ já tem ali. E eu adoro X. X é extreme sports, esportes radicais. A palavra [clímax] quer dizer o auge de um enredo. De um enredo teatral, de cinema… ou de uma vida. [Neste álbum], tento aplicar uma busca que tive de aperfeiçoamento de uma forma mais intensa e mais certa. Esse tripé de compositora, cantora e arranjadora de uma maneira mais inteira”, diz a cantora.

Das 11 músicas de CLIMAX, apenas uma (“Call Me”, de Tony Hatch) não é de autoria de Marina Lima, que, ao longo de sua carreira, já compôs mais de 120 canções e vendeu mais de 3 milhões de cópias de discos. O álbum conta também com as parcerias de Adriana Calcanhotto (“Não me Venha Mais com o Amor”), Samuel Rosa (“Pra Sempre”) e de Alex FonsecaKarina Buhr e Edgard Scandurra (“Desencantados”). Na música “A Parte que me Cabe”, de Marina Lima, a cantora divide os vocais com Vanessa da Mata.

Produzido por Edu Martins e Alex Fonseca, CLIMAX sairá sob o selo da Libertà Records. É o 19º álbum de Marina Lima e o primeiro de sua fase paulistana. A cidade que Marina escolheu como nova casa é homenageada na canção “#spfeelings”, segunda faixa do disco. O CD chegou às lojas no dia 10 de junho.

Os shows tem direção criativa de Isay Weinfeld e figurino assinado por Vanda Jacintho. A estréia em Natal será no dia 25 de novembro (sexta-feira), às 21h no Teatro Riachuelo. O repertório contará com músicas do CD novo, além de clássicos, como “À Francesa” e “Fullgás”. Nas apresentações, Marina Lima estará acompanhada por Alex Fonseca (percussão, bateria e programações) e Edu Martins (baixo, guitarra, teclado e vocal).