7 de nov de 2012

Cemitério do Alecrim - Minha Saudosa Natal

Passou o dia de finados e eu havia preparado um material bem bacana, inspirado no trabalho de dois grandes amigos (fiz plágio barato mesmo) Rauly Araújo e Lenilton Lima que têm exposições distintas sobre o Cemitério do Alecrim. O Dito Cemitério é uma rica confraria de segredos e aventuras que guardo, logo assim que cheguei de Areia Branca, para me apropriar de vez pela minha "amada, idolatrada, salve! salve! Nata" (Salve mesmo, que a situação é de salve-se quem puder). Ironias à parte, tenho um sentimento saudoso, romântico pelo alecrim que me recebeu cheio de sonhos e saudades e me fez em quem eu sou. Tá me dando até vontade de escrever algumas lembranças. - Boa ideia !!! Mas fiz uma visita ao centenário cemitério, do bairro que faz 100 anos. Aproveitem às minhas descobertas!!!!

Túmulo onde foi enterrado Luis da Câmara Cascudo - Tudo começou pela curiosidade em saber onde ele estava sepultado. 




Jazigo da Família Cicco. - Ainda bem que jazigos não falam... 

Ainda no Jazigo da família Cicco, aqui além de jóias teve eté um Piano de caldas, foi tudo retirado, por causa dos vândalos.

Sempre que vejo esta estátua, tenho a sensação que ela irá sair daí.



Eu vejo flores em você

Um terço em busca de oração

Me fez lembrar o mal uso que se faz de Jesus hoje em dia.

Literalmente: Restos Mortais

Literalmente: Restos Mortais

Literalmente: Restos Mortais

Curioso

Curioso


Ninguém tasca aqui








Será que ele morreu por amor à pátria? Alguém me responda!


Curioso, estas cartas de baralho no cemitério


Acho que é meu único contemporâneo sepultado lá

Para entender um pouco mais da história
Termino emocionado este post, é um mundo em minha volta, um filme que conta uma engraçada e romântica história onde os protagonistas estão meus amigos e eu.