28 de abr de 2011

Tem que ser muito macho para falar ‘eu sou gay’, diz filho de Renato Russo


Em entrevista para o Último Segundo, o único filho de Renato Russo, Giuliano Manfredini, falou sobre a importância da carreira do pai e também revelou alguns detalhes da vida pessoal.
Giuliano Manfredini em frente a um quadro do pai (Foto: Reprodução / Último Segundo / Felipe Bryan Sampaio)
Giuliano Manfredini em frente a um quadro do pai (Foto: Reprodução / Último Segundo / Felipe Bryan Sampaio)
“Todo ser humano é bissexual. Eu já tive experiências com homens. Não tenho vergonha de falar essas coisas. Ninguém pode falar que é heterossexual se nunca experimentou o outro lado para saber que não gosta daquilo,” revelou Giuliano acrescentando que hoje namora apenas garotas.
Quando o assunto é a sexualidade do pai, Giuliano deixa claro que o considera um herói.
“A partir do momento que entrei no colégio e ouvi dos colegas que meu pai era ‘bicha’, para você ver como eles eram escrotos, passei a entender o que isso significa. Admitir que era homossexual naquela época é mais um motivo para vê-lo como herói. Tem que ser muito macho para falar ‘eu sou gay’.”
Renato Russo assumiu publicamente a bissexualidade em 1988 e faleceu oito anos depois por complicações causadas pela Aids.
Confira a entrevista completa no Último Segundo.