19 de nov de 2010

Saudades desse amigão!!!

Pesquisando coisas para postar amanhã sobre o Dia da Consciência Negra, nada melhor do que falar de um grande amigo e militante desse universo, achei o texto que me emocionou e republico aqui:


Não irei poupar palavras e nem medi-las... pois as minhas palavras, as mais simples, as mais belas, as mais sem noção, as mais bobas... as mais fortes... algumas irão aparecer aqui... simplesmente porque falar de Lelo Melodia de tão fácil se torna difícil... estou aqui, apagando e escrevendo várias coisas... paro e penso! É fogo!
Lelo Melodia
Pra quem não o conheceu, irei fazer uma breve apresentação...

Filho de Dona Quitéria, nascido em 15 de Abril de 1976, Pernambucano, militante da cultura hip-hop, rapper, fazia parte do grupo Agregados – FDR de Natal, residia ultimamente no Rio Grande do Norte, onde firmou seu nome e firmou sua luta lá, até hoje um grande nome de exemplo a ser seguido. Forte na batalha, não deixava se abalar por nada, um ótimo amigo, um ótimo filho, sobrinho, MC... esse é o Lelo Melodia!
Dia 20 fez quatro anos da sua morte. Foi tirado, arrancado das nossas mãos, de um ventre, de corações, de um povo. Bruscamente assassinado numa festa de São João aqui em Recife! Veio passar o São João aqui e tiraram a vida dele assim do nada!

Mas não estou aqui pra falar de como ele se foi. Estou aqui pra não deixar o nome dele jogado assim, no ar. Não deixar o nome dele morrer nunca!

Sei que eu e mais um monte de gente nunca deixaremos seu nome no esquecimento, exemplo disso é a Posse Lelo Melodia que faz as correrias lá em Natal, que viu no Lelo um cara de grande estima, meninos que sempre o viram no palco e fora dele, representando nossa cultura.

Eles levam em frente o que viram e o que aprenderam, foi uma das melhores notícias que recebi. Saber que o pessoal da Posse Lelo Melodia está tomando espaço e garantindo futuro brilhante!

Fora que todos que o conheceram, sempre de alguma forma lembram dele, todo o Nordeste, vários MC’s cantam Lelo Melodia, sempre há uma homenagem!
Estava a organizar papeladas e mais papeladas, fotos, documentos, junto vêm as cartas e as lembranças. Se eu soubesse que mexeria tanto comigo, não teria organizado nada. Mas por outro lado, me fez um bem danado.

Em meio às papeladas encontro cartas que o Lelo tinha escrito para mim. Uma mistura de amizade e admiração como rapper, muitos que estavam próximos acompanharam essa dor, essa perda!
Lembro-me bem, como ele era uma das poucas pessoas que levantavam minha moral, e pedia pra eu não desistir dos corres no hip-hop: ''Força e paz. Lutar no hip-hop é foda e sendo mulher... Lute irmã!'' Ele sabia das mazelas que aconteciam... Ele sabia do meu esforço e vontade, acreditava. Por isso também nunca desisti.
Um recado para sua mãe Dona Quitéria, suas tias e sua irmã Nena. Ele sem dúvida foi um das pessoas mais humanas que conheci em toda minha vida. Digno de respeito e de ser sempre lembrado.

Saudades...Saudades sempre!
Salve Lelo Melodia!